Dolar, Cartão ou Cartão Pré-pago. O que usar?

Dolar, cartão de crédito ou pré-pago. O que levo numa viagem internacional? Qual método escolher? Isso pode variar de pessoa para pessoa, pois cada um tem uma opinião. Mas depois de tantas viagens acho que posso te ajudar um pouquinho explicando cada um deles né?!

Chegou a hora de se preparar para viagem e aí? Como irei pagar minhas compras?
Levo dólares? Quanto?
Pago no cartão? Uso pré-pago?
Quanto posso levar em espécie?




São tantas as dúvidas que resolvi fazer um comparativo e também contar um pouquinho da minha experiência de viagem.




Não é segredo para ninguém que Orlando está quase se tornando minha segunda casa de depois de algumas viagens ao destino, sempre tento analisar o que é melhor, o que realmente funciona a ponto de facilitar a vida de quem está viajando pela segunda, primeira, terceira vez.

Um ponto importante no planejamento é se programar.

Isso incluir, visto, passagens, hoteis e como levar os seus dólares ao exterior e o momento de comprá-los.

Geralmente me organizo com antecedência e consigo fazer algumas economias nos meses que antecedem a viagem.

Seja na planilha de economia mensal (iremos falar dessa planilha num post especifico), ou poupando e comprando dólares aos poucos.

A primeira opção que todos pensam é levar dólar em espécie.

Ok legal, mas fico me questionando porque o valor oscila de operadora para operadora mesmo que a cotação do dólar seja única para todo território nacional.

Gosto de ter alguns dólares em espécie, mas não tudo.

Hoje há uma regra que se pode entrar com até US$10.000 em espécie por família sem ter que declarar a origem.
Isso pode parecer chato para alguns, mas também é uma forma de evitar que espertalhões levem dinheiro para o exterior ou cometam crime sem justificar a sua origem.
É uma proteção contra crimes no final das contas...
E por mais que desejamos comprar o mundo no exterior (mania de brasileiro), o dinheiro não será o melhor meio seja pela limitação de valor ou mesmo pela questão segurança.
Além disso, para aqueles tiozinhos que compraram dólares durante a vida inteira e guardarm embaixo do colchão, fiquem atentos, porque as notas antugas já não são aceitas na maioria do comércio americano e a troca sem perda só pode ser feita nos bancos lá nos EUA.

Sempre levo cerca US$2000 em dinheiro e o restante em cartão-pré pago e em último caso utilizo o cartão de crédito.


Mas por que?

Simples...
O cartão de crédito é uma opção perigosa em tempos de oscilação e aumento constante do valor do dólar.
Além do IOF, a incerteza de não saber a quanto irá fechar o câmbio, se torna uma tortura e as vezes um presente de grego para nós mortais.
A idéia de ter uma fatura quase o dobro do que poderia pagar não me agrada nem um pouco.
É seguro, ok?! Afinal, posso cancelar o cartão a qualquer momento mas o medo no meu caso é maior e eu deixo ele para comprar pequenas e para quando realmente não há outro jeito de se pagar.
Há! E lembre-se que tem que avisar quando irá viajar a operadora. Já pensou chegar ao destino e não conseguir usar o cartão?
Pois é. Isso acontece e muito.

Outra opção é o cartão pré-pago.

Para mim a opção mais segura.
Sou uma pessoa que odeia ficar carregando coisas desnecessárias e quando falamos nos EUA isso significa dólares e muitas moedas que pesam muito.
Além de também sempre pensar no fator segurança.
E se você pensou em segurança, esse é também a sua opção.

Muitas são as empresas que fornecem cartões pré pagos e tem sim diferenças e vantagens entre as empresas.

Há anos, utilizo o GlobalTravel Card. Mas porque ele?
Além de não ter que carregar muito dinheiro em espécie, tenho a segurança de ter um cartão adicional, ganhar descontos em lojas, parques e ainda contar com o expertise da American Express.
Tá certo que o cartão pré-pago tem IOF. Mas nesse caso o IOF é pago somente quando o cartão é carregado e ainda tem a vantagem em cima do cartão de crédito porque você já sabe exatamente o valor do dólar e não tem surpresas futuras e nem um enorme rombo no bolso. Além é claro do programa de Ofertas Exclusivas para os associados do GlobalTravel Card, que conta com descontos e benefícios que variam de 15% até 50% em lojas como Macy's, Bloomingdale's e nos parques de Orlando! Com eles consigo recuperar totalmente o IOF pago e as vezes economizar até mais. Com o GlobalTravelCard é mais fácil fazer o planejamento de viagem e eu acabei gastando praticamente o que eu havia planejado antes de viajar, controlando de forma mais fácil os meus gastos. J

O GlobalTravel Card ainda não cobra nenhuma taxa extra, diferente de algumas outras operadoras. Ou seja, se voltei da minha viagem com US$100, na minha próxima viagem terei os US$100 sem nenhuma dedução por não estar utilizando por um período.
Carrego o meu GlobalTravel Card há anos, em qualquer viagem internacional que eu faço. Além da segurança,ele me dá a comodidade de fazer recargas online pelo site do meu banco, o que facilita muito durante a viagem.
Outra vantagem, é não precisar correr o risco de ter dólares em casa. Segurança é tudo! E nos dias de hoje tanto aqui quanto em viagem temos que nos precaver.
Fique atento! Porque muitas são as operadoras de cartão pré-pago, mas fique de olho para não ter que pagar tarifas de inatividade e etc... 

Para saber um pouco mais sobre o GlobalTravel Card acesse o site www.americanexpress.com.br/globaltravel 

Agora cada um é cada um né!?
Para mim a combinação perfeita é dólares + cartão pré-pago, 

E você? já começou o seu planejamento de viagem?
Quanto antes melhor hein! 



Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

Orlando4You

{facebook#https://www.facebook.com/orlando4you} {twitter#https://twitter.com/Orlando4youBR} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/113362555068874847682/posts} {pinterest#https://www.pinterest.com/o4you/} {youtube#https://youtube.com} {instagram#https://instagram.com/orlando4youbr/}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget