Orlando sem Carro e com Emoção !

Foto: Arquivo Pessoal

Oi pessoal!
Não escrevi antes porque mal cheguei de viagem e já estou de volta ao trabalho. Sequer tive tempo de relembrar as coisas e sentir a DPD. Com certeza ela baterá enquanto escrevo. :-)

Mas tive dias incríveis e inesquecíveis em Orlando. Acho legal criar um relato aqui, já que muitos como eu não podem pegar um carro para usar por lá e têm medo de se arriscar num território estrangeiro. Mas dá para ficar por lá e se divertir muito!


A primeira dica que dou é, se você se vira no inglês, não compre pacotes turísticos em agências.
Feche tudo por conta própria que fica bem mais barato e a sensação de liberdade é muito gostosa. Eu recomendo o site do submarinoviagens, já que sempre viajei com eles e nunca tive problemas. 

Fiquei no hotel Rosen Inn International, que fica na International Drive 7600, e recomendo para todo mundo que não queira gastar tanto e ficar em um lugar confortável. Tudo limpinho, nada quebrado, atendentes atensiosos e alguns falavam português. O hotel dispunha de shuttles para os parques (apenas os da Disney eram pagos).


Fui para lá de US Airways. Aviões um pouco antigos, mas grandes e transmitiam segurança (importante para os medrosos como eu). Nada de entretenimento por lá - televisões divididas em setores do corredor e com filmes antigos. O espaço para as pernas era pequeno e a comida era bem ruim e escassa. Ainda bem que passa rápido... Ao menos não houve turbulência e nada ruim que me faça não voar com eles de novo se necessário..


Ao chegar, já comecei utilizando os taxis, fui com um ao hotel. Apesar do preço salgadinho, uns 60 dólares, foi bom pois pude apreciar o caminho e não me preocupar em não me perder. Ainda assim, os taxistas de Orlando são muito esquisitos. A grande maior parte é estrangeira, e eles falam o inglês com um sotaque horrível e difícil de entender (sou fluente). Alguns parecem até ser grossos; preferia não conversar muito com eles. O sistema de gorjetas é confuso, já que alguns colocavam no valor final e outros não. Eu sempre deixava uns 2 dólares a mais.



A International Drive é incrível. Recomendo restaurantes como o Perkins e o Ihop, que não são caros e oferecem bom atendimento e comida americana de qualidade. Já não recomendo a Cici's Pizzaum lugar estranho, com comida estranha e gente estranha. Pizza de macarrão velho! Blergh! Por lá também há muitos Walgreens e Walmarts, facilitando a nossa vida. Tudo é barato e há muitas opções pra tudo o que você procura. Compre lanchinhos para levar aos parques e muita água. Em dias de calor, protetor solar também é essencial.


Os sistemas de shuttles para os parques funciona super bem, e melhor do que eu esperava. Eles oferecem horários específicos para a saída dos lugares, e você podia voltar em qualquer um deles. O ponto de encontro na Disney era sempre no estacionamento do Magic Kingdom.  O lados ruim eram que as vezes o intervalo entre um e outro pode ser de horas. Ou seja: prepare-se para esperar. Além disso, pode ter muita gente esperando pelo serviço, e você pode ter que esperar outras vans. Mas nada chega a dar dor de cabeça. Reserve alguns dias a mais pensando que tudo pode demorar e seu tempo perdido será compensado.


Todas as lanchonetes fast-food oferecem refrigerantes refil. Recomendo experimentar os locais, mesmo que não goste: Root Beer (que não é alcoólico), Cherry Coke e Dr. Pepper. Cuidado também com a pimenta, já que eles colocam em muita coisa e não estamos acostumados por aqui.


O sistema de ônibus da International Drive para os Outlets funciona bem e é barato. O problema é que muita gente pega, então pode lotar. Além disso, agora o trânsito está chegando por lá, então você pode ficar um bom tempo segurando as sacolas. Nós não aguentamos na volta e pegamos um táxi (20 dólares do Prime International Drive). Mas é uma boa opção aos que não se importam tanto com conforto. Eles demoram cerca de 15-20 minutos para passar e fazem toda a avenida.




Fomos ao Busch Gardens com um ônibus gratuito do parque, que pegou a gente do lado do hotel. Foi preciso fazer reservas antes, pelo site, mas deu tudo certo. Todos sentados, bancos reclináveis (um pouco antigos) e filme passando em pequenas televisões pelo corredor. Nada mal... a viagem de uma hora e meia passou rápido. Ele retorna uma hora antes do parque fechar e deixa no mesmo local. Vale a pena!


Por fim, não acho que valha muito falar dos parques. Amei cada um individualmente, e saí de lá com lembranças incríveis. Aos mais aventureiros e que curtam brinquedos radicais, recomendo fazer como eu: comece pelos parques com atrações mais fracas e vá aumentando. Dessa forma, cada parque terá a sua magia própria e você não sairá decepcionado. Fiz a seguinte ordem:


Magic Kingdom - Animal Kingdom - Epcot - Universal Studios - Hollywood Studios - SeaWorld - Busch Gardens - Islands of Adventure - Magic Kingdom (para ver os fogos).

Depois de tudo, fui para NY com as malas lotadas e muita história para contar. Espero que meu relato ajude alguém e melhore a minha DPD, que agora bate forte .

Um grande abraço a todos daqui, que sempre me ajudaram a desvendar a magia de Orlando. ºoº

Leandro Rizzardi 
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

Orlando4You

{facebook#https://www.facebook.com/orlando4you} {twitter#https://twitter.com/Orlando4youBR} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/113362555068874847682/posts} {pinterest#https://www.pinterest.com/o4you/} {youtube#https://youtube.com} {instagram#https://instagram.com/orlando4youbr/}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget